domingo, 22 de outubro de 2017

estou de volta ( ou não).

Abri, fechei, voltei a abrir e fechar vezes e vezes sem conta no último ano esta página. A minha vida mudou, deu uma volta de 180 º C e voltei a encontrar o meu eixo. Perdi-me, perdemo-nos e voltamos a encontrar-nos. Aprendi a não planear e deixar-me levar, aprendi a viver cada minuto e não me deixar levar pelo futuro. Deixei a cidade grande e transformei-me numa rapariga da "aldeia". Deixei de ser team member e passei a ser leader. A mudança ainda me faz confusão, mandar em vez de ser "mandada", ter mais responsabilidades e nem me aperceber. 
A minha vida mudou tanto no último que é impossível descrever. Adoro a vida a cidade pequena, viver a menos de 10 min do trabalho e ter o centro da cidade a mesma distancia, não ter que apanhar o autocarro. Puder ver o C. mesmo que ele esteja a fechar e ele fazer o mesmo, uma coisa é trabalhar a 5 min um do outro, viver a 10 min do trabalho. Melhora a vida, melhora a relação.

As palavras voltaram a ser tão confusas como eu.


 

domingo, 9 de outubro de 2016

A vida nem sempre é bela

Tudo o que é bom acaba depressa. A ilha do sal foi maravilhosa para connosco. Tornei-me na sra. C a pouco mais de uma semana. O casamento foi cheio acontecimentos que torna a nossa volta ainda mais difícil. O medo da realidade, voltar à rotina, ok ainda continuamos de férias, estar longe dos amigos e familiares e num país distante faz com que criemos a nossa bolha, o nosso mundo. A semana antes do casamento foi um inferno, seguiram se noites de choros, dias de angústia e choros a mistura. O repensar a minha vida e não puder fazer nada a não ser esperar. Valeu menos amigos que fiz e que os vou guardar para sempre, valeu me ter com quem contar e desabafar, não tornou muito mais fácil mas deu-me força muita força. Espero conseguir explicar melhor nos próximos Posts, sem meias verdades. Estou com medo, muito medo do futuro. Não sei o que será de mim. Mas tenho a certeza se cair terei pessoas prontas a aparar a minha queda, um ombro amigo para chorar e sobretudo rir. E ajudar me a reerguer. O que tiver que acontecer e estou aqui pronta para cair mas sobretudo para levantar

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

voltei..por pouco tempo.

Tenho andando outro mundo, aserio! Entre o trabalho, os amigos e preparar o casamento tenho tido muito pouco tempo, a verdade é essa.
Se fosse a uns anos a atrás eu faria um esforço e tirava pelo menos 10 min para contar o que estava a aconteceu comigo, mas tudo mudamos não é?!
Eu tornei-me mais pratica, vivo mas do que escreve. Eu adorava escrever, ter blogues e partilhar a minha vida e o meu sofrimento. Percebi que já não sofro assim tanto, tenho tido mais a agradecer do que reclamar.
Não a minha vida não é prefeita longe disso, ou sempre foi assim e eu é que perdi o dom do drama.
Possivelmente este será o meu ultimo post antes me tornar a mrs. C, sim é verdade, optamos por mudar de nome, tanto eu como ele, isto é uma prova de amor ou o que? A verdade é que é raro o homem acrescentar o nome da mulher machismo não sei..a verdade é que o C. aceito. Mudamos os dois é justo ou não? Isso implica mudar tods os documentos logo aseguir a lua de mel ou seja, mnão há tempo para uma segunda lua de mel.
Bem vou maze despachar-me hoje espera-me 11 horas de trabalho..alguém me salve? mais o fim de semana todo a trabalhar..alguém me ajude. Vai de férias três semanas e toda a gente pensa que podes trabalhar extra só porque vais de férias. Quando na realidade estas mais morta que viva porque não descansas aserio desde dezembro. Férias precisa-se!!!!!

Se não passar por aqui entretanto, não sei preocupem, estou viva! Vou estar em modo lua-de mel!!!
Se houver tempo hei-de falar da minha despedida de solteira pelas ruas de londres, tem muito que se lhe diga!!!!



sábado, 10 de setembro de 2016

Diario de uma noiva...(#5)

A poucas semanas do casamento, sinceramente já não quero saber de nada.
As pessoas tornam a vida das noivas um inferno, os pais, os amigos, os conhecidos. O problema não somos nós são vocês que estragam o nosso momento com espetativas, sonhos e uma visão que não é de todo nossa. O problema são vocês que nos fazem sentir culpa por queremos casar da maneira que queremos, o problema são voces que querem convidar milhares de pessoas no nosso casamento enquatno que meia duzia nos chegava.
O problema são vocês pessoas que amamos e que nos deviam respeitar. O problema são vocês sim meus amigos, que nos tornar em noivas furiosas, ou enquanto daquelas que já nao querem saber.
Eu já não quero saber, só quero que os dias passem a correr, só quero ferias, só quero cabo verde, só quero descanso, só quero acabar com isto de uma vez.
Eu que estava tão feliz, ia estar com minha familia como a muito não estavamos, não me lembro da ultima vez...se calhar a uns 10 anos atrás?!
Eu quero só quero ser feliz, rodeada de amigos, familiares com o homem que escolhi.
Epah é assim tão dificil?!